Telecurso

O Telecurso é uma tecnologia educacional reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e adotada como política pública em estados e municípios. É utilizado para a aceleração da aprendizagem nos ensinos Fundamental e Médio; na Educação de Jovens e Adultos (EJA); como alternativa ao ensino regular em cidades e comunidades geograficamente dispersas e como reforço escolar em todas as idades.

7
milhões de estudantes formados
40
mil professores preparados pelo Telecurso
32
mil salas de aula implementadas
24
milhões de livros distribuídos
Conheça

Mais de 7 milhões de estudantes já concluíram o ensino básico com o Telecurso, iniciativa da Fundação Roberto Marinho em parceria com a Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp). Cerca de 40 mil professores já foram formados pela Metodologia Telessala.

A partir da parceria com as secretarias de Educação e com o Ministério da Educação (MEC), hoje o Telecurso é adotado como política pública em nove estados: Acre, Amazonas, Bahia, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rondônia.

Aplicada desde 1995, a Metodologia Telessala combina o melhor do conhecimento acadêmico na área pedagógica a um conjunto de ações (como formação de professores, acompanhamento e avaliação) que garante resultados bem-sucedidos em diferentes realidades e regiões do país.

O ensino das disciplinas é organizado por módulos, a partir de um eixo central, definido como “educação para o desenvolvimento do ser”. O estudante é incentivado a interagir com o conhecimento de forma dinâmica e crítica, para se tornar protagonista de sua aprendizagem. E o professor atua como mediador, utilizando diversas tecnologias (livros, filmes, TV, rádio, Internet) e linguagens artísticas para tornar essa aprendizagem mais afetiva e prazerosa.

Em cada estado, o Telecurso adota uma identidade visual sintonizada com a cultura da região. Assim, os programas assumem os nomes de Poronga, Igarité, Ressignificando a Aprendizagem, Mundiar, Alumbrar, Travessia, Autonomia, Autonomia Carioca, Conquista e Salto. Há ainda os programas Azul Marinho, em Paraty, e a unidade escolar da própria Fundação.

O Telecurso é, desde 2001, currículo de referência nacional para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

A Fundação também forma parcerias com organizações não-governamentais, em uma rede que permite aumentar o alcance do Telecurso e do Tecendo o Saber (voltado para o primeiro segmento do Ensino Fundamental). Em 2014, o programa ganhou nova plataforma de comunicação: o portal telecurso.globo.com dá acesso às teleaulas, material didático e orientações para estudar em sala de aula ou por conta própria.

Autonomia Carioca, no Rio
Telecurso valoriza o diálogo
Salto, em Rondônia
Alumbrar, na Paraíba
Igarité, no Amazonas
Autonomia, no estado do Rio
Poronga, no Acre
Ressignificando, na Bahia
Travessia, em Pernambuco
Saiba mais
Parceiros